Tag Archives: viagem

Tempo

25 Maio

Já pensaram em como o tempo corre?

Ultimamente dou por mim a pensar nisto. O tempo que corre, escorre, se escapa, me escapa. Nem sei como. Os dias que por vezes se arrastam, que parecem não terminar, uma semana após a outra… E de repente correu. Correu tanto que não sei para onde foram as horas que aparentemente se arrastavam.

E é assim que este ano está a chegar a meio. Cinco meses quase inteiros já se foram. Cinco meses plenos de tanto. De tantas mudanças. As que já aconteceram, as que sei que ainda aí vêm. As horas loucas de trabalho porque não sei dizer que não a projectos aliciantes. A falta de horas de sono. A falta de tempo para mim. A falta de tempo para nós, que tento colmatar. A ternura. O cuidar. Os projectos a dois. Reaprender a exprimir-me. Com palavras, com imagem, com lápis. As viagens com outro sabor.

E um outro novo projecto. O meu canto. A minha casa que está quase aí. Ao virar da esquina. Outra reviravolta inesperada, e prova de que por vezes fazer planos serve apenas para eles serem completamente mudados. Não é onde tinha pensado, não é como tinha pensado… mas é a minha cara. E vai ser um começar de novo. Outro. Com muita esperança e muita expectativa. E até ideias, que vão surgindo em background, quando menos espero.

E Junho vem aí. Junho, mês de mudança, e de viagem, e de tanta coisa.

Mas para já, vamos aproveitar o que falta de Maio, antes que também este se escorra entre os dedos.

Tic tac. Tic tac.

Ternura…

25 Mar

… é ir no carro a caminho do trabalho e num semáforo ver a cena no carro de trás.

Um senhor vem no seu carro, com o seu fato e um grande sorriso porque… tem o seu cãozinho ao colo.

Sim, não pode, sim, a trela, sim, as regras todas e mais as que ainda não foram inventadas. Mas aquele sorriso – de ambos -, a felicidade estampada no focinho do cão por estar ali com ele, o sorriso dele por estar ali com o cão… Não é feito de regras, apenas de sentimentos. As festas, os beijos… – pois, dois vermelhos depois e ele ainda estava atrás de mim na sessão de mimo e brincadeira com o cão. Uma delícia de ver, e pôs-me um grande sorriso nos lábios.

Por fim, quando chegámos ao semáforo a partir do qual se começa a andar mais facilmente, pousou o canino no banco o lado, puxou a gravata para o sitio e sacudiu as calças. Sim, porque o pêlo sacode-se, mas aquela ternura não.

Arejar

17 Mar

O tempo tem sido mais que escasso… Quase inexistente.

Entre trabalho, algum lazer e a busca pelo meu canto, a maquina fotográfica acumula pó e o portátil nunca passou tanto tempo desligado. O pouco tempo que sobra tem sido para os essenciais.

Mas este fim‑de‑semana tirei tempo para ir passear. Em boa companhia. Mesmo que não seja toda a que queria. Ou toda a que costumava ser.
Soube bem. Paisagens lindas e sol a brilhar. Conversas, risos e fotografias. Rádios locais e mais gargalhadas. Kilometros e saudades e problemas de rede e wifi. E soube tão bem. Não digo que venho de baterias recarregadas, já que começo a semana podre de sono, mas venho de coração cheio, olhos regalados e pele que já matou saudades de sentir sol.

Boa semana!!

20140317-113127.jpg

20140317-113151.jpg

20140317-113221.jpg

20140317-113235.jpg

20140317-113248.jpg

Aviões

1 Fev

Hoje vi passar aviões no céu… vários. Bem mais que aqueles que habitualmente vejo.

Aviões como aquele que te levou.

Aviões como aquele que te vai trazer.

Santorini, Ilha da Libertade

23 Out

Santorini, Ilha da Libertade.

Tão fácil perceber porque Santorini é um dos meus planos guardados com mais carinho!

Obrigada Elisa, por teres partilhado

Imagem

Dias assim

11 Out

20131011-111536.jpg
Apesar da foto representar o diametralmente oposto, hoje quando saí de casa a luz era semelhante – quente e convidativa.
É certo que para conduzir não é o ideal, mas sabe tão bem este espectáculo para começar bem o dia!
Assim, conjugando a luz, ser sexta-feira, estar um dia bonito e o caminho a cantar ao som da rádio, tenho esperança que vai ser um bom dia!

Adoro manhãs solarengas!

Idas e vindas

2 Out

Há um sabor agridoce no regresso a casa.

A saudade que já fica do local que se visitou, a vontade de prolongar o momento, a aventura, e por outro lado a saudade de casa, da família, do aconchego do nosso canto.

Sempre que passo nos aeroportos, especialmente quando chego, não posso deixar de me emocionar com os reencontros a que assisto. A emoção, os abraços, os beijos, as saudades colmatadas naquele instante que as pessoas chegam… é comovente, porque traz tanto de bom!

Pois é, estou de volta a este nosso canto à beira-mar plantado, quase em fim de férias, e fui saudada por um São Pedro nitidamente aborrecido… Onde foi o Verão nesta semana que passei fora?

onde ninguém

me (h)ouve

Cafés no Páteo

Os pensamentos, a ema, as viagens, o desporto, a horta e o que mais couber...

30 e picos, 40 e tal

e assim sucessivamente

KNITS FOR LIFE

Lorna and Jill Watt.

Inesperado

Doses semanais de esperança, humor e reflexão para os apaixonados pela vida.

Sol de Dezembro

December Sun

{ Feminina & Compulsiva }

por Karol Oliveira

textsinthedark

4 out of 5 dentists recommend this WordPress.com site

Mei(a)vulsa,

agora com animais, porque eu sou no sense! ;)

The Rooted Traveller

Ghezal's World Adventures & Stories

Highest Form of Whit

Bigger. Bolder. Bloggier.*

The Daily Post

The Art and Craft of Blogging

The WordPress.com Blog

The latest news on WordPress.com and the WordPress community.