Tag Archives: veterinário

Ausências presentes

30 Nov

Às vezes penso que não sei o que me passa (ou não) pela cabeça.

Ontem foi dia de ir com a pirralha felina mais nova à vacina. e lá ficou combinado que eu ia, já que podia, e tudo estava a correr normalmente. Mantinhas na transportadora, gata na transportadora, transportadora no carro, cinto à volta dela e de mim, e lá vamos nós.

De repente, a meio do caminho, cai-me a ficha… há exactamente 4 semanas, estava a caminho com o T, para a sua última viagem. E de repente estava novamente naquela sala, a tomar a decisão, a dizer-lhe o ultimo adeus. E doeu tanto…! Tanto que tive que controlar as lágrimas a bem da qualidade da condução.

Claramente substimei o que uma simples viagem ao veterinário podia significar, podia trazer à superfície.

Como as nossas emoções podem pregar-nos partidas!

Passou um mês, e maioritariamente a vida continua. Mas volta e meia dou por mim a falar dele no presente, a olhar para o lado como se ele fosse aparecer a qualquer momento, e é quando a ausência pesa mais, nessas alturas em que me apanha desprevenida.

Nota 18 Out

Imagem

Não era bem isto que tinha planeado contar-vos hoje, mas o certo é que acabada a chamada telefónica com a clínica onde tenho o meu gato internado e o meu veterinário habitual, tudo o que me enche a mente e o coração é uma imensa preocupação.

As notícias têm sido uma verdadeira montanha-russa. Um dia melhora de uma coisa, logo a seguir piora de outra, e vê-lo lá, com quase duas semanas de internamento, num gato que odeia sair do seu espaço, a soro, alimentado à seringa porque está além de tudo constipado e não come sozinho… Vê-lo ali, prostrado, deprimido, dependente… E saber que vai ser necessário re-introduzir uma medicação cheia de efeitos secundários que descompensa tudo…

Não sei, já não sei o que fazer, o que pensar… Quando é que e demais? Quando é que se pára de lutar, pelo bem deles? Até onde é que podemos ir, e quando é que tenho que o deixar ir?

Não há resposta mágica a isso, resta-me apenas uma alma e um coração muito doridos, e um desespero que se derrama pelos olhos.

Colinho

7 Out

Há dias assim, quando o mundo desaba à nossa volta.

Tudo estava a encaminhar-se, a correr bem, capítulos encerrados, outros sem desenvolvimentos mas estáveis, umas ferias longas e descansadas… E eis que a crise surge de onde menos esperava, mal cheguei de viagem. O meu gato mais velho começou com vómitos e a contrair-se todo e lá fomos para o veterinário. Depois de dias de análises, radiografias, soro na veia, algaliação, enemas e comida à seringa boca abaixo, sabemos algumas coisas: ha uma insuficiência renal que se desenvolveu desde o início do ano, e uma coisa de nome complicado – espondilose lombo-sagrada – que não passa de um bico de papagaio na base da coluna e que pode estar a dar azo a que ele não urine, evacue e tenha menos força mas patas traseiras… E agora?

O que fazer ao meu melhor amigo de quatro patas que pode ter a qualidade de vida seriamente afectada??

Amanhã vamos a um neurologista para ouvir a opinião dele e espero não ter razão para mais lágrimas, porque agora só me apetece fazer de menina pequenina e ir a correr para um colo quentinho e protegido!

onde ninguém

me (h)ouve

Cafés no Páteo

Os pensamentos, a ema, as viagens, o desporto, a horta e o que mais couber...

30 e picos, 40 e tal

e assim sucessivamente

KNITS FOR LIFE

Lorna and Jill Watt.

Inesperado

Doses semanais de esperança, humor e reflexão para os apaixonados pela vida.

Sol de Dezembro

December Sun

{ Feminina & Compulsiva }

por Karol Oliveira

textsinthedark

4 out of 5 dentists recommend this WordPress.com site

Mei(a)vulsa,

agora com animais, porque eu sou no sense! ;)

The Rooted Traveller

Ghezal's World Adventures & Stories

Highest Form of Whit

Bigger. Bolder. Bloggier.*

The Daily Post

The Art and Craft of Blogging

The WordPress.com Blog

The latest news on WordPress.com and the WordPress community.