30 Ago

 
No fundo é isto mesmo que importa. Fazer o luto, esperar, desesperar, encontrarmo-nos. Mas não nos servirmos de ninguém para aliviar as mágoas pelo caminho. Por muito tentador que seja. Por muito enganador que seja. Tapar os olhos e a ferida.
Custa? sim, claro. Mas é a coisa correcta. Sem bengalas. Sem rede.
Nós e o que sentimos. Para poder seguir em frente. Custou mas sinto-me mais leve.
Continuo em busca do meu caminho, e até de mim, mas acredito que agora estou no bom caminho.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

onde ninguém

me (h)ouve

Cafés no Páteo

Os pensamentos, a ema, as viagens, o desporto, a horta e o que mais couber...

30 e picos, 40 e tal

e assim sucessivamente

KNITS FOR LIFE

Lorna and Jill Watt.

Inesperado

Doses semanais de esperança, humor e reflexão para os apaixonados pela vida.

Sol de Dezembro

December Sun

{ Feminina & Compulsiva }

por Karol Oliveira

textsinthedark

4 out of 5 dentists recommend this WordPress.com site

Mei(a)vulsa,

agora com animais, porque eu sou no sense! ;)

The Rooted Traveller

Ghezal's World Adventures & Stories

Highest Form of Whit

Bigger. Bolder. Bloggier.*

The Daily Post

The Art and Craft of Blogging

The WordPress.com Blog

The latest news on WordPress.com and the WordPress community.

%d bloggers like this: