Pensar demais

16 Set

Hoje falava com uma amiga sobre as desvantagens de pensar demais.

Consome-nos as energias e o tempo, e nem sempre é proveitoso… Acho que pode paralisar-nos, deixar-nos amarrada(o)s quando uma reacção menos pensada e mais espontânea talvez ajudasse mais. O demais tem consequências. No meu caso, o pensar demais, o sentir demais, o tudo demais, fez com que levasse este ano miserável adiante sem me ir abaixo, mas teve as suas consequências, claro.

Há cerca de 3 semanas, aquando da última discussão (já que desde então não nos vimos mais) com o E, sobre mais um acontecimento que para ele fez todo o sentido e para mim sentido nenhum (não, não vou explicar isso agora, mas um dia destes partilho, já que fico curiosa quanto a opiniões externas), finalmente foi a gota de água e o meu corpo disse-me “basta!”.

Infelizmente, sob forma de fortes dores de estômago, que me fizeram chorar de dor e estar medicada desde então… Mais, amanhã tenho uma endoscopia marcada para ver o estado da minha mucosa gástrica depois dos assaltos silenciosos de que foi vítima ao longo deste ano.

Porque apesar da vontade não bati no CN, nem o matei – e olhem que a vontade andou lá, mas valham as aulas de body combat com os seus alvos imaginários; porque aturei provavelmente mais do que devia do E, por uma série de razões que nem eu entendo bem; porque tive problemas no trabalho; porque abdiquei da minha casa mas só consegui resolver a situação (quase, falta o quase…) agora… porque um milhar de pequenas coisas que não me fizeram cair tiveram aquele condão do ditado popular “não matam, mas moem”… E moeram-me mesmo.

Se preferia pensar menos e sentir menos? Provavelmente não, não consigo realmente imaginar-me dessa forma, mas que tenho que aprender a abstrair-me, a ignorar melhor do que o faço actualmente estas coisas, tenho…

Pensar demais tem desvantagens sérias!

Anúncios

2 Respostas to “Pensar demais”

  1. SP 18 de Setembro de 2013 às 8:31 pm #

    Ás vezes por pensarmos demais nos assuntos acabamos por não fazer algo que poderia mudar tudo, que nos poderia ajudar a seguir em frente…

    • E aos 30 19 de Setembro de 2013 às 12:34 am #

      Temos que aprender a ultrapassar isso, e às vezes agir mais e pensar um bocadinho menos 🙂

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

onde ninguém

me (h)ouve

Cafés no Páteo

Os pensamentos, a ema, as viagens, o desporto, a horta e o que mais couber...

30 e picos, 40 e tal

e assim sucessivamente

KNITS FOR LIFE

Lorna and Jill Watt.

Inesperado

Doses semanais de esperança, humor e reflexão para os apaixonados pela vida.

Sol de Dezembro

December Sun

{ Feminina & Compulsiva }

por Karol Oliveira

textsinthedark

4 out of 5 dentists recommend this WordPress.com site

Mei(a)vulsa,

agora com animais, porque eu sou no sense! ;)

The Rooted Traveller

Ghezal's World Adventures & Stories

Highest Form of Whit

Bigger. Bolder. Bloggier.*

The Daily Post

The Art and Craft of Blogging

The WordPress.com Blog

The latest news on WordPress.com and the WordPress community.

%d bloggers like this: