Quando gostar não chega

15 Set

Ai, o E…

Há coisas assim, aquelas pequenas decisões que influenciam tudo a seguir, o belo do efeito borboleta.

Depois de muito resistir ao facebook, eis que finalmente me rendo e abro uma conta, não só pelo lado social da coisa, como para tentar tirar nabos da púcara relativamente a umas sms anónimas simpáticas que recebia.

Regras bem assentes, paranóica com privacidade como estava: perfil fechado, e apenas adicionar pessoas (pelo menos) conhecidas. E assim foi durante uns meses, até que recebo um pedido de amizade de um amigo duma amiga… Habitualmente apagava-os sem pensar, mas a curiosidade naquele da foi mais forte e fui espreitar antes de o fazer.

E gostei do que vi, tanto em termos de fotografia como de texto, tanto que acabei por aceitar o convite. Dados os interesses comuns, os temas de conversa eram mais que muitos, e foi assim que o dito espaço começou a ser preenchido, sem eu dar por isso.

Não o vejo como causa da ruptura, antes como o que me fez ver que realmente as coisas não estavam bem – não entra ninguém numa relação forte, não se abre o espaço, não se olha para o lado, certo?

Ao longo deste tempo tive dos piores e melhores momentos da minha vida com ele. Fez-me crescer e evoluir como pessoa, mais que não fosse por me desafiar constantemente. E eu, teimosa e mau feitio como sou, preciso disso, senão é uma autocracia – à minha maneira, ou à minha maneira! Nunca me senti tão em casa como nos seus braços (sim, é piroso mas muito verdade!). Juntamente veio todo um re-descobrir da minha sexualidade, e francamente, o melhor sexo da minha vida.

Mas porque nem tudo são rosas, temos os espinhos. Conflitos, mais que muitos, que nos foram desgastando e à relação, a culminar em algo que nunca fiz antes… terminar e recomeçar… várias vezes.

E foi assim que, muitas discussões e pazes depois, me convenci que gostar não é suficiente… Não quando se é água e azeite. E agora…?

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

onde ninguém

me (h)ouve

Cafés no Páteo

Os pensamentos, a ema, as viagens, o desporto, a horta e o que mais couber...

30 e picos, 40 e tal

e assim sucessivamente

KNITS FOR LIFE

Lorna and Jill Watt.

Inesperado

Doses semanais de esperança, humor e reflexão para os apaixonados pela vida.

Sol de Dezembro

December Sun

{ Feminina & Compulsiva }

por Karol Oliveira

textsinthedark

4 out of 5 dentists recommend this WordPress.com site

Mei(a)vulsa,

agora com animais, porque eu sou no sense! ;)

The Rooted Traveller

Ghezal's World Adventures & Stories

Highest Form of Whit

Bigger. Bolder. Bloggier.*

The Daily Post

The Art and Craft of Blogging

The WordPress.com Blog

The latest news on WordPress.com and the WordPress community.

%d bloggers like this: